Telescópio captura a primeira imagem de “Sistema Solar” de exoplanetas

O telescópio do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês) capturou a primeira imagem de uma estrela semelhante ao Sol que é acompanhada de dois exoplanetas. O caso chama a atenção porque um conjunto de exoplanetas que orbitam sob uma estrela deste tipo é algo extremamente raro na astronomia.

Até o registro desta imagem, astrônomos nunca haviam observado mais do que um exoplaneta orbitando em estrelas deste tipo. As descobertas podem ajudar os pesquisadores a entender melhor a origem do universo e como os planetas foram formados e se passaram a orbitar em torno de nossa própria estrela solar.

“É quase uma imagem de um ambiente muito semelhante ao nosso Sistema Solar, mas em um estágio bem inicial de sua evolução”, afirmou Alexander Bohn, doutorando na Universidade de Leiden, na Holanda, e responsável por liderar a nova pesquisa publicada no Astrophysical Journal Letters.

Segundo Matthew Kenworthy, coautor do estudo e professor associado na Universidade de Leiden, mesmo que os astrônomos já tenham detectado milhares de planetas em nossa galáxia, apenas uma pequena fração deles havia sido retratada em imagens.

O sistema exoplanetário descoberto recentemente foi chamado de TVC 8998-760-1. Ele existe há cerca de 17 milhões de anos e sua órbita fica 300 anos-luz distante da Terra. Apenas dois sistemas semelhantes que orbitam estrelas parecidas com o Sol foram registrados até o momento, sendo este o primeiro a ser fotografado.

Os dois exoplanetas que orbitam em torno de uma estrela semelhante ao SolESO/Divulgação

Além de serem mais jovens, os pesquisadores descobriram outras características desses exoplanetas. Segundo os estudos iniciais, os cosmos são bem maiores do que os existentes no Sistema Solar e têm massa que pode ser até 14 vezes maior do que a de Júpiter.

Em relação à posição dos exoplanetas neste sistema, os astrônomos estimam que os cosmos estejam entre 160 e 320 vezes mais distantes de sua estrela solar do que a Terra está do Sol. Isso significa algo entre 24 bilhões e 48 bilhões de quilômetros.

Fazer o registro não foi uma tarefa simples. Os pesquisadores precisaram tirar diferentes fotos para diferenciar os dois exoplanetas de outras estrelas que também orbitavam em torno da estrela maior que é semelhante ao Sol. O próximo passo é entender como esses planetas foram formados.

The post Telescópio captura a primeira imagem de “Sistema Solar” de exoplanetas appeared first on Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *