Por uma vida melhor

Em 2014, para comemorar seu aniversário de 75 anos, Jorge Paulo Lemann chamou um grupo de amigos para participar de uma série de palestras na Universidade Harvard. Entre os presentes estava Abilio Diniz. “Provocador do jeito que é, no final ele me disse: ‘Quero ver o que você vai fazer nos seus 80 anos’”, lembra Diniz, em conversa com a EXAME, por Zoom.

Jamais queira competir com Abilio Diniz. Nem mesmo se você for Jorge Paulo Lemann. Na celebração, então, de seu aniversário em 2017, Diniz levou 80 pessoas a um resort em Sintra, em Portugal. Mas não para discutir inovação ou gestão. O tema do encontro foi longevidade e qualidade de vida. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fazia parte do comboio. Uma das palestrantes era a atriz Fernanda Montenegro.

“Esse tema, para mim, é o mais importante”, afirma Diniz. “Escolhemos Portugal pela origem da família. Tivemos palestrantes legais, fizemos almoços, jantares, shows, em um ambiente gostoso. O evento se chamou Plenitude e teria início, meio e fim. Mas foi tão impactante que pensamos que aquilo não poderia morrer.”

De volta a São Paulo, a mulher de Diniz, Geyze, começou a organizar o que seria o Plenae, um hub de conteúdo sobre bem-estar, longevidade e qualidade de vida. A plataforma tem como base seis pilares: corpo, mente, espírito, propósito, contexto e relações. No site, são publicadas cerca de 25 matérias por mês, entre artigos, reportagens e estudos científicos. A marca conta com 72.000 fãs no Facebook e 10.000 seguidores no Instagram.

Agora, no fim de junho, foi lançada a segunda etapa do projeto Plenae, uma série de seis podcasts com histórias inspiradoras de diferentes pes­soas. Cada episódio, com duração de 20 minutos, é disponibilizado gratuita e semanalmente no Spotify e no site http://www.plenae.com. Os convidados contam um fato marcante de sua vida baseado em um pilar.

Geyze e Abilio Diniz falam de relações. Também participam da série o piloto Rubens Barrichello (pilar mente), a jornalista Mariana Ferrão (pilar corpo), a empresária Zica Assis (pilar contexto), o diretor de relações institucionais da Pinacoteca de São Paulo, Paulo Vicelli (pilar espírito), e Henri Zylberstajn, pai do Pepo, que nasceu com síndrome de Down (pilar propósito).

“O que nós buscamos é promover gatilhos para que as pessoas possam fazer mudanças de hábitos e assim ter longevidade com qualidade”, afirma Diniz. “Envelhecer é uma certeza. Já como você vai envelhecer é uma escolha sua. A medicina permite aspirar a viver 100 anos. Assim, quando você chega aos 50, pode olhar para trás e pensar: ‘A primeira metade da minha vida foi boa. Vamos ver como será a próxima’. ”

The post Por uma vida melhor appeared first on Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *