Caiado sugere lockdown de 14 dias em Goiás após projeção de colapso no SUS

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, orientou na manhã desta segunda-feira, 29, que os prefeitos dos municípios do estado avaliem uma estratégia alternativa de lockdown por ao menos 14 dias por conta do avanço da pandemia do novo coronavírus.

A proposta, detalhada em coletiva de imprensa nesta manhã, sugere fechar todo o comércio das cidades por 14 dias consecutivos e, posteriormente, liberar por mais 14 dias. Essa alternância, segundo o governador, duraria até a estabilização dos índices da covid-19.

A estratégia foi apresentada após um estudo da Universidade Federal de Goiás (UFG) estimar um colapso hospitalar na rede pública goiana em julho. A projeção dos pesquisadores é de que até setembro mais de 18 mil brasileiros percam suas vidas apenas no estado.

Os pesquisadores usaram como base para o cálculo o índice de isolamento atual, que está na casa dos 36%. Para que esse cenário não se concretize, é preciso aumentar a quarentena da população. Inicialmente, a UFG recomendou um lockdown completo de três meses, mas a medida não teria apoio e foi repensada.

Nesse sentido, os pesquisadores decidiram apresentar como alternativa a estratégia chamada de 14 por 14. Nesse cenário de alternância, a projeção é que 9 mil vidas possam ser salvas.

“Isso é imoral, desumano, eu não posso aceitar que haja omissão de autoridades. A responsabilidade é de todos nós. Cada prefeito e cada prefeita vai responder pelo caos nos seus municípios. Reflitam bem, analisem bem. Fornecerei as minhas polícias a todos os prefeitos que quiserem que haja cumprimento 14 por 14”, afirmou o governador.

Caiado citou ainda que se tivesse autonomia colocaria imediatamente em prática essa estratégia. No entanto, decisão recente do Supremo Tribunal Federal deixou a autonomia para os prefeitos, que podem determinar as regras de isolamento social. A capital, Goiânia, já anunciou que vai adotar essa medida alternativa de lockdown.

“A realidade nos impõe que tenhamos a coragem de assumir rapidamente a partir desta terça-feira, 30, a estratégia de 14 por 14”, disse Caiado.

Segundo dados da secretaria de saúde de Goiás, até este domingo, 28, o estado tinha mais de 22 mil casos confirmados de coronavírus e 435 mortes.

The post Caiado sugere lockdown de 14 dias em Goiás após projeção de colapso no SUS appeared first on Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *