Anhembi Morumbi recua em retorno de aulas presenciais após reclamações

A faculdade Anhembi Morumbi, da rede de educação privada Laureate, uma das cinco maiores do país, recuou da decisão de retomar gradualmente suas aulas presenciais a partir de 13 de julho. Inicialmente, o plano das unidades era que, em um primeiro momento, disciplinas práticas que não puderam ser cursadas à distância no primeiro semestre fossem concluídas presencialmente no próximo mês.

No entanto, a decisão de retomar as atividades, que foi enviada por e-mail para alunos e colaboradores na última terça-feira, gerou preocupação e reclamações em redes sociais como o Twitter, embora a faculdade alegasse que tomaria todas as medidas de prevenção, como medição de temperatura.

Em resposta à reportagem da EXAME publicada na tarde de ontem, a Anhembi Morumbi disse, em nota, que desistiu de retomar as atividades presenciais em julho e irá adiar o retorno para setembro. Segundo o comunicado, a decisão foi tomada em alinhamento com o anúncio do governo do estado de São Paulo, que disse esperar uma retomada gradual em escolas públicas e privadas a partir de 8 de setembro. 

Segundo o anúncio do governador João Doria, inicialmente, as escolas deverão fazer um rodízio de estudantes, em uma modalidade chamada de ensino híbrido, quando parte do conteúdo é ministrada presencialmente e outra parte à distância. A capacidade dos alunos nas unidades começará em 35% na primeira fase, 70% na segunda e 100% na terceira. Cada unidade educacional terá autonomia para definir quais turmas retornarão primeiro, cumprindo a capacidade máxima determinada por etapa.

Seguindo as recomendações do governo do estado, a Anhembi Morumbi também disse que o retorno de suas atividades no mês de setembro dependerá das condições epidemiológicas e que, até lá, manterá o ensino à distância, incluindo avaliações.

Confira a nota completa: 

Nota de esclarecimento

A Universidade Anhembi Morumbi havia programado retomar gradativamente, no próximo mês, a reposição das atividades práticas presenciais de alguns cursos de graduação, para encerrar o semestre letivo. No entanto, com as atuais determinações divulgadas nesta quarta-feira, 24 de junho, pelo governo do estado de São Paulo, o retorno gradual foi postergado para setembro. Importante destacar que esta previsão ainda poderá ser alterada caso haja qualquer mudança do cenário da pandemia na região e conforme novos direcionamentos das autoridades públicas.

A Instituição ressalta que segue com foco na saúde, no bem-estar e na segurança de todos. Por isso, as disciplinas teóricas, bem como suas respectivas atividades e avaliações finais, continuarão sendo ministradas de forma remota síncrona (ao vivo). Essa é uma medida fundamental para manter o distanciamento social necessário, de acordo com as recomendações dos órgãos competentes de saúde.

The post Anhembi Morumbi recua em retorno de aulas presenciais após reclamações appeared first on Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *